Testemunhos

“A minha grande alegria é servir a Deus e o Seu povo através do encorajamento das Irmãs de Santa Ana”. Sou Editha Salipot, casada, e conheci as Irmãs de Santa Ana no ano de 2007 quando fui convidada por uma delas a fazer parte do Grupo que inicialmente era formado para transmitir aos leigos o carisma e a missão da Congregação, fundada por um casal, Carlos Tancredi e Júlia de Barolo. Foi muito interessante aprender como estas pessoas, nobres e ricas, foram capazes de dedicar a própria vida e a riqueza ao serviço dos necessitados e dos miseráveis, na sociedade do tempo deles. A vida deles foi de verdade significativa e fomos encorajados também nós a cumprir obras de caridade, a evangelizar e dar conselho às famílias pobres nas nossas vizinhanças, especialmente àqueles que parecem viver sem o sentido de Deus nas suas miseráveis condições. Foi através do encontro com estas situações que aprendi a tornar misericordiosa e gentil para com as pessoas menos afortunadas, ao mesmo tempo, mudei a minha atitude orgulhosa e indiferente. Fazendo assim, comecei a gostar e amar os encontros com o grupo, como também encontrar os pobres, os doentes, as pessoas sozinhas, aqueles que vivem em barracas. Nós, o Grupo LASA, participamos dos sofrimentos das famílias em luto, os quais os entes queridos faltaram e rezamos com eles durante as vigílias. Colaboramos com as Irmãs no programa de alimentação das crianças de rua cada sábado. Santa Ana, festa de família: Sentimo-nos privilegiados em participar das várias atividades das Irmãs, como a prática da devoção a Santa Ana para o inteiro mês de Julho, reunindo-nos toda noite, nas diferentes famílias que alegre e voluntariamente aceitam a visita da estátua de Santa Ana nas suas casas. Sobretudo, nos reunimos regularmente para 263/15 a Adoração Eucarística do SS.mo Sacramento, para a oração do Santo Rosário, para a partilha da Palavra de Deus e para as Celebrações Eucarísticas em particulares ocasiões. Somos também orgulhosas de ter aprendido a rezar a Coroncina do Amor Misericordioso e de ter o privilégio de estar presente e participar aos vários eventos especiais das Irmãs de Santa Ana. Fomos também em peregrinação, visitando Santuários e lugares santos, transcorrendo o tempo frutuosamente, rezando e fraternizando juntos. Peregrinos no Jubileu da misericórdia: a mais significativa peregrinação que fizemos em um lugar mais distante, foi a Peregrinação da Misericórdia, quando nós com todos os membros do LASA das comunidades da Delegação, juntos com as Irmãs, visitamos as igrejas designadas para Jubileu da Diocese de Cubao, Quezon City. O nosso grupo, com grande fervor, fez uma “caminhada da misericórdia” passando através das Portas Santas das Igrejas, oferecendo orações por diferentes intenções. Foi uma “caminhada da misericórdia” porque foi um percurso a pé próximo ao Deus Misericordioso, e experimentamos momentos de graça e de renovação espiritual. De fato, um dos membros do grupo disse: “sou grato a Deus por esta oportunidade de ser reconciliado de novo com Ele: sinto verdadeiramente o seu perdão porque derramei nas orações cada coisa que o meu coração pesado continha”. A muitos de nós, este dia recordou o amor misericordioso de Deus e a santa tarefa de rezar para a fidelidade dos Cristãos Católicos. Outro de nós sublinhou: “Não esquecerei nunca esta peregrinação, e especialmente a possibilidade de passar através das Portas Santas da Misericórdia, porque fiz verdadeiramente a experiência do toque compassivo de Deus enquanto estava ajoelhado em oração. Esta experiência me inspira a viver em toda parte o chamado a tornar misericordioso com os outros e acolher o desafio da verdadeira conversão e de um autêntico empenho no grupo LASA”. O tempo transcorrido juntos como grupo LASA tornou mais significativo porque buscamos as oportunidades para encontrar-nos através de momentos de oração, peregrinação, programas de sensibilização e saídas familiares. Como grupo, planejamos e organizamos como podemos partilhar as nossas pequenas riquezas com os irmãos e as irmãs menos afortunados de nós, também se nós não somos ricos. Sou feliz desde quando a minha família se envolveu em cada atividade do grupo LASA. O caminho espiritual da minha família: No tempo passado, a minha família e eu éramos vizinhas das Irmãs de Santa Ana e de todos os membros do Grupo o qual agora pertenço. Foi realmente providencial sair da minha situação de inatividade e conforto, para empenhar-me nas atividades do espírito e de caridade. Sinto-me “plena” cada vez que tenho alguma coisa para partilhar com os outros e compreendi, sobretudo que não sou verdadeiramente pobre como pensava. Não sou rica materialmente, mas agora sou “rica” de amigos, que partilham a riqueza da companhia recíproca, sou rica de boas obras, de solidariedade e de fraternidade. A minha família e eu aprendemos a confiar mais em Deus, assim os problemas que encontramos na nossa vida cotidiana tornam menos pesados. Aprendi a glorificar mais a Deus e a pensar menos em mim mesma, assim sou mais feliz e realizada, porque encontro a minha verdadeira alegria em servir a Deus no meu papel de mãe, de esposa e de mulher. Sobre o passado, lembro que a minha família não era assim serena e feliz como é agora, mas o fato de estarem mais perto de Deus nos fez experimentar as Suas inumeráveis bênçãos. Não temos a riqueza e o sucesso que este mundo oferece, mas agora somos uma família rica no espírito, nos afetos e nas relações. Tenho oito filhos: seis meninas e dois meninos, o mais velho tem 18 anos, enquanto o mais novo tem 7. Meu marido trabalha muito para prover as necessidades de cada dia e me encoraja a participar às atividades das Irmãs de Santa Ana. Também os nossos filhos tornaram mais fiéis à oração, de fato eles mesmos tomam a iniciativa de rezar o rosário cotidiano às 18.00, com a presença do pai quando ele está em casa e não tem trabalho extraordinário. Por tudo isto a minha família e eu somos gratos às Irmãs de Santa Ana que contribuíram a torná-la unida e serena, reforçando a nossa fé como cristãos, através da pertença ao Grupo LASA.

Editha Salipot Presidente do Grupo LASA de Dama de Noche


FOTOS